OPERAÇÃO IRAPUÃ

Esquema pode ter desviado R$ 100 mil da Câmara de Vereadores de Cupira

Dois vereadores de Cupira, incluindo o presidente da Casa, foram ouvidos pela Polícia Civil, nesta terça-feira (20), mas foram liberados

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/12/2016 às 15:11
Leitura:
Foto: Reprodução/ Google Street View


Vereadores do município de Cupira, no Agreste de Pernambuco, são alvos da Operação Irapuã, desencadeada na madrugada desta terça-feira (20) pela Polícia Civil com o apoio do Ministério Público.

Apesar de ninguém ter sido preso, o presidente da Câmara dos Vereadores de Cupira, Fábio Lessa, e o outro parlamentar Benus Junior foram ouvidos e liberados. Todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos e a partir de agora as investigações continuam.

A denúncia aponta que os suspeitos estão envolvidos em um esquema que envolve estelionato, falsidade ideológica, apropriação indébita e peculato. Estima-se ainda que R$ 100 mil podem ter sido desviados da Casa.

Confira os detalhes na reportagem de Núbia Silva:

Ao todo, 55 policiais civis participaram da operação. O promotor de Justiça Frederico Magalhães disse que o Ministério Público recebeu denúncias da população sobre a situação. “Prendemos vários documentos, folhas de ponto, de pagamento, cheques, planilhas, uma vasta documentação que será levada e após ser feita a análise será feito o relatório para encaminhamento à Promotoria Geral”, disse.

Mais Lidas