ECONOMIA

Último dia de atendimento no mutirão dos superendividados lota Procon

Parceria do Procon com Celpe, Compesa, empresas de telefonia e Prefeitura do Recife negociam dívidas dos clientes em até 10 vezes.

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/12/2016 às 9:56
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/Rádio Jornal


Esta terça-feira (20) é o último dia do mutirão negociação provido pelo Procon de Pernambuco. Representantes de empresas de telefonia, bancos, instituições públicas e privadas, a exemplo de Celpe, Compensa e Prefeitura do Recife, negociam qualquer valor da dívida dos consumidores.

Esse é o último mutirão dos superendividados deste ano, e mais de duas mil pessoas já parcelaram em até 10 vezes, e com desconto, as contas atrasadas, ficando novamente com o nome limpo no sistema de crédito. A fila para pegar uma das 600 fichas começa na Rua Floriano Peixoto, número 141, e dobra o quarteirão na Rua Marquês do Erval.

Foto: Clarissa Siqueira/Rádio Jornal


A vendedora Teresa Cristina da Silva chegou na noite dessa segunda-feira (19) para tentar pegar uma ficha. Nas outras duas vezes, ela conta que as fichas acabavam antes de chegar sua vez. Ela precisa negociar dívidas com a Celpe e a Compesa.

CELPE

De acordo com a gerente do Procon, Daniele Sena, esse mutirão não será prorrogado. No caso dos déditos com a Celpe, o Procon conseguiu um acordo com a companhia elétrica e quem foi à sede do órgão hoje vai ser encaminhado para uma negociação posterior. "Quem veio aqui e não conseguiu atendimento, vai receber um encaminhamento assinado pelo Procon e pela Celpe para negociar com as mesmas condições que estão sendo executadas aqui", afirma.

SERVIÇO

Para participar do mutirão, o consumidor deve apresentar original e cópias da carteira de identidade, CPF e do comprovante de residência, além de documentos que possam comprovar o débito. Caso no documento conste o nome de outra pessoa, que não seja o titular, é preciso procuração reconhecida em cartório. A expectativa é que o Procon funcione até às 17h desta terça-feira (20).

Mais Lidas