POLÍCIA

Impasse entre Associação de Cabos e Soldados e Governo tem nova etapa

Integrantes da Associação dizem sofrer retaliação por parte do Governo do Estado

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/12/2016 às 16:02
Leitura:
Foto: JC Imagem



Integrantes da Associação de Cabos e Soldados (ACS) foram convocados para uma reunião pelo Comando da Polícia Militar. O encontro foi realizado na manhã desta quarta-feira (21) no Quartel do Derby, na área central do Recife.

Um vídeo foi postado nas redes sociais da ACS em que o presidente e o vice da entidade afirmam que foram chamados porque seriam transferidos. Eles consideram a decisão do comando arbitrária e estão tratando a medida como uma retaliação do governo.

O presidente da ACS, Alberisson Carlos, considera que o Poder Executivo Estadual está perseguindo os Policiais Militares:



A Associação de Cabos e Soldados não informou quantos policiais vão ser transferidos e nem para onde vão. No entanto, o presidente da ACS garante que continua aberto às negociações, apesar da falta de diálogo do Governo.

De acordo com a ACS, 95% dos PMs aderiram à Operação Padrão e vão continuar mobilizados. A produção da Rádio Jornal entrou em contato com a assessoria de imprensa do Comando da Polícia Militar. Através de nota, fomos informados que os policiais dirigentes da Associação foram convocados para se reapresentarem à diretoria de pessoal.

Isso se deve à necessidade da corporação de redistribuir todo seu efetivo no policiamento ostensivo. A PMPE afirma que casos semelhantes aconteceram recentemente quando parte do quadro que trabalhava internamente foi mandado para atividade operacional.

Além disso, também houve um grupo que precisou voltar das férias antes da data prevista. De acordo com a nota, essas ações foram necessárias para garantir a segurança da sociedade.

Mais Lidas