LEÃO DO NORTE

Redução do efetivo das Forças Armadas nas ruas é criticado nas redes

Os militares envolvidos serão reduzidos gradativamente a no máximo 500 homens

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/12/2016 às 8:15
Leitura:
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O anuncio da continuidade da Operação Leão do Norte até 03 de janeiro chegou a ser comemorada por quem defende a medida. A tropa começou a atuar depois que o Governo Estadual pediu ajuda ao Governo Federal em meio à crise na segurança pública.

Nesta quarta-feira (21), completam 14 dias da operação padrão e da saída coletiva da jornada extra de trabalho por parte dos PMs.

O decreto do presidente Michel Temer renovando a presença das forças armadas em Pernambuco traz um detalhe polêmico. A quantidade de militares envolvidos será reduzida gradativamente a no máximo 500 homens.

Na prática significa que vão ficar apenas os batalhões sediados na Região Metropolitana do Recife.

RETORNO

O retorno dos cerca de 3 mil soldados de outros estados começou nesta terça-feira (20) e termina na próxima segunda-feira (26).

Nas ruas e nas redes sociais, a novidade é vista com desconfiança pelo povo que exige um maior combate à criminalidade.

O ministro da defesa, o pernambucano Raul Jungmann avalia que a Operação Leões do Norte tem atingido as metas:

Mais Lidas