Prefeito e vice-prefeito de Trindade têm diplomas cassados

A Justiça Eleitoral de Trindade decidiu cassar o diploma dos eleitos prefeito e vice-prefeito por uso indevido de recurso público para benefício próprio.

TRINDADE

Rádio Jornal

Por decisão da juíza eleitoral de Trindade, Fernanda Vieira Medeiros, o prefeito eleito do município do Araripe pernambucano Everton Costa (PSB) e seu vice Jaécio Sá (PSD), tiveram seus diplomas cassados. Por enquanto, os procedimentos de transição de gestão continuam os mesmos e a posse dos gestores do Executivo municipal será realizada normalmente no dia 1º de janeiro de 2017.

Confira a reportagem de Roberto Gonçalves, da Rádio Arari FM:

[uolmais_audio 16100499]

Everton Costa tinha sido reeleito prefeito com uma direrença considerável de votos no pleito do último dia 2 de outubro. No entanto, sua vitória foi contestada pela oposição. O advogado e ex-candidato pela oposição, Paulo Renê, impetrou com recurso na Justiça Eleitoral, pedindo a anulação das eleições sob diversas acusações, entre elas abuso de poder econômico.

"Mais de 20 mil camisas amarelas foram distribuídas aos eleitores. Este foi um dos pontos que eu questionei. No dia 18 de junho, a secretaria de Educação fez um evento junino que teve conotação política. Inclusive, este foi o argumento da juíza na fundamentação da sentença", condenou o advogado. "Ele usou dinheiro público em benefício próprio. O que não pode", continuou.

Justiça Eleitoral de recesso

Já o vice-prefeito Jaécio Sá disse que nem ele nem o prefeito eleito foram notificados sobre o episódio pela Justiça Eleitoral. "Não concordamos com essa decisão. Essa informação foi vazada, porque a Justiça Eleitoral está de recesso. De fato, ainda é sigilo", pontuou o vice.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO