OLINDA

Ao fim do mandato, prefeitura de Olinda entrega estádio inacabado

Com obras iniciadas em 2008, a inauguração do estádio Grito da Independência, em Olinda, aconteceu desta quarta-feira (28). No local, moradores denunciam falta de estrutura

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/12/2016 às 12:16
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


A três dias do término do segundo mandato, o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB), por meio da Secretaria de Educação, Esportes e Juventude, entregou nesta quarta-feira (28) o estádio Grito da Independência, no bairro de Rio Doce, em Olinda, Região Metropolitana do Recife, inacabado. As obras começaram em 2008 e o equipamento foi entregue inacabado. A denúncia foi feita por moradores, que demonstraram insatisfação com os vestiários e com as estruturas elétrica e hidráulica.

Confira a reportagem de Rafael Carneiro, da Rádio Jornal:

"A estrutura está sendo feita como se fosse uma maquiagem, uma fachada", denunciou o vendedor Marcelo Santos. Além do estádio, foram entregues quadra de basquete, parque infantil e mini campo. No local, várias partidas estão sendo realizadas, e o público assiste a programação das arquibancadas.

O ex-atleta profissional Aroldo Araújo, revelado nos campos de terra da localidade de Rio Doce, vê a possibilidade de um futuro diferente para os jovens da comunidade. "Eu nasci e comecei a jogar aqui. Este espaço era campo de terra batida, e hoje estamos entregando um instrumento muito importante para toda a sociedade", contou.

De acordo com a assessoria da secretaria responsável pelo projeto, os serviços estarão finalizados até o fim de janeiro. "Estamos licitando a parte da iluminação, mas estamos entregando o estádio com quase todas as etapas concluídas. Em um serviço público, temos todo um trâmite que é mais demorando, mas estamos correndo contra o tempo", afirmou.

Inauguração

A programação oficial da inauguração do estádio Grito da Independência foi aberta às 7h desta quarta, e a população pôde ver a primeira fase do projeto, com orçamento total de R$ 10 milhões. O espaço tem capacidade para receber um público de 15 mil pessoas,

Mais Lidas