POLÍTICA

Confusão marca votação para presidência da Câmara Municipal em Ipojuca

O presidente eleito da Câmara Municipal de Ipojuca, Irmão Ricardo (PTC), assumirá interinamente a prefeitura, já que Romero Sales (PTB) foi impugnado.

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/01/2017 às 12:25
Leitura:
Foto: Thales Kirion/Rádio Jornal

Confusão, protesto e quebra-quebra marcaram a votação para a presidência da Câmara Municipal de Ipojuca, na manhã deste domingo (1º). Como o candidato mais votado para prefeito do município, Romero Sales (PTB) teve seu registro de candidatura de candidatura cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente da Câmara eleito pelos vereadores da Casa, Irmão Ricardo (PTC), irá comandar o Poder Executivo até abril deste ano, quando haverá novas eleições.

O prefeito interino

Para o prefeito interino empossado neste domingo, o vereador Irmão Ricardo, Ipojuca está vivendo um momento histórico. "Com a força de Deus e ajuda do povo, eu vou fazer um trabalho de responsabilidade e transparência. Depois volto a esta casa como presidente da Câmara. Foi um momento inesperado", afirmou, ao ressaltar que a partir desta segunda-feira (2), irá convocar algumas pessoas para iniciar os trabalhos na prefeitura.

Foto: Thales Kirion/Rádio Jornal

Confira os detalhes da votação, na voz de Thales Kirion:

"Eu sei que vai ser uma grande responsabilidade, tendo em vista que eu não pensava ser prefeito. Eu disputei as eleições em Ipojuca para vereador", declarou Irmão Ricardo, em tom de desabafo. Ele disputou a presidência da Câmara com o vereador mais votado da cidade nas últimas eleições, Alberico da Cobal (PMDB). Além da votar, os 12 vereadores eleitos no município foram empossados na manhã deste domingo.

Segundo Alberico, a decisão mostra o "estado de ditadura" que Ipojuca vive. "Eu já esperava esse resultado. A gente preparou a chapa com sete vereadores, mas houve alguns traidores. Hoje, fomos decepcionados mais uma vez. Eu sou do povo. Agora eles não querem democracia, querem ditadura em Ipojuca", declarou.

Romero Sales

Romero Sales (PTB) teve seu registro de candidaduta cassado pelo TSE por improbidade administrativa cometida em 2008, quando cumpria mandato de vereador em Ipojuca. O ex-candidato obteve 32.496 votos nas últimas eleições.

Confira as imagens do protesto realizado na Câmara de Vereadores de Ipojuca neste domingo:

Mais Lidas