SEGURANÇA

Após explosão de caixas da Secretaria de Educação, SDS anuncia reforço

Secretário executivo da SDS disse reconhecer sentimento de insegurança da população e anunciou resposta às ocorrências contra bancos no Estado

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/01/2017 às 18:01
Leitura:
Dos três caixas, dois foram explodidos
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal


A explosão de dois caixas eletrônicos instalados na Secretaria Estadual de Educação, na várzea, Zona Oeste do Recife, assustou moradores na madrugada desta quinta-feira (5). A ação ocorreu às 3h40 e envolveu a participação de 15 homens fortemente armados.

O advogado do Sindicato dos Vigilantes de Pernambuco, Eduardo Moura, fala sobre a violência praticada pelos suspeitos. “Cerca de 15 elementos armados de fuzil já vinham colocando ganchos e vidros durante a avenida que cerca a secretaria e logo que chegaram já efetuaram vários disparos que, imediatamente, se renderam”, contou. “Eram seis vigilantes, estavam desarmados”, completou.

Lugar ficou destruído

Na fuga, os criminosos ainda atravessaram um ônibus na via e espalharam grampos para dificultar uma resposta da polícia.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Após o ocorrido, o secretário executivo de Defesa Social (SDS), João Luiz Caetano de Araújo, se reuniu a imprensa para esclarecer fatos ocorridos. De acordo com o gestor, policiais em duas viaturas do 12º Batalhão de Polícia Militar ainda chegaram a trocar tiros com os criminosos. Ele prometeu ações mais efetivas até o fim de janeiro.

“A gente entende esse sentimento de insegurança. A gente sabe que a população é o maior bem do Estado e a polícia tem que voltar a trabalhar para o bem-estar da população, mas o Governo do Estado não está inerte à atuação dessas quadrilhas”, explicou. “O tempo de resposta não é o que a gente gostaria que fosse. Houve um incremento muito grande nessa modalidade de delito”, completou o secretário.

Reforço

A Rádio Patrulha, por exemplo, vai receber 176 novos policiais cedidos para as forças nacional nas olimpíadas e de outros batalhões, totalizando 520 homens na atuação direta contra as investidas em instituições financeiras aqui na Região Metropolitana do Recife. Eles estão sendo treinados e passam agir divididos em duas equipes com oito policias armados com fuzis.

Além disso, a SDS pretende se reunir em data ainda não definida com empresas de transporte de valores e bancos para tratarem de ações de combate aos criminosos.

Quadrilhas desarticuladas

A Polícia Civil informou ainda que só em 2016, 15 organizações foram desarticuladas com a prisão de 110 suspeitos de envolvimentos neste tipo de crime. Atualmente, uma força tarefa, formada por sete delegados aprofunda investigações para prender integrantes de quadrilhas interestaduais especializadas.

Mais Lidas