CULTURA

Circuito dos Poetas do Recife ganha quatro novas esculturas

Os homenageados do Circuito dos Poetas são Ariano Suassuna, Alberto da Cunha Melo, Liêdo Maranhão e Celina de Holanda Cavalcanti

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/01/2017 às 17:46
Leitura:
Foto: Marcela Maranhão/ Rádio Jornal


As ruas do Recife rebem, nesta quinta-feira (5), quatro novos monumentos que integram agora o circuito dos poetas. O objetivo desse projeto é reverenciar os grandes nomes da música e literatura pernambucana e nessa nova fase os homenageados são Ariano Suassuna, Alberto da Cunha Melo, Liêdo Maranhão e Celina de Holanda Cavalcanti.

As esculturas foram criadas em tamanho real pelo artista Demétrio Albuquerque, que fala sobre a satisfação de ter esculpido a peça de Ariano. “Ele foi um dos meus professores da escola de arquitetura que me salvou de um destino cruel porque eu entrei, gostava do curso, mas sentia que não era aquilo, porque a veia artística é muito maior e o arquiteto é muito mais técnico”, contou. “Eu estava perdido no escuro e ele foi um dos professores que me deu o rumo da arte”, completou.

A escultura do poeta Ariano está em frente ao Teatro Arraial, na Rua da Aurora, na área central do Recife, que foi construído por Suassuna quando ele foi secretário de Cultura.

Confira os detalhes:

Circuito dos poetas

Ao todo, 16 esculturas em tamanho real compõe o Circuito dos Poetas. Além dos quatros homenageados, também integram o projeto, Antônio Maria (1921/1964), Ascenso Ferreira (1895/1965), Capiba (1904/1997), Carlos Pena Filho (1928/1960), Chico Science (1966/1997), Clarice Lispector (1920/1977), João Cabral de Melo Neto (1920/1999), Joaquim Cardozo (1897/1978), Luiz Gonzaga (1912/1989), Manuel Bandeira (1886/1968), Mauro Mota (1911/1984), Solano Trindade (1908/1974).

Mais Lidas