TRAGÉDIA

Médica de 70 anos morre atropelada após golpe de falso sequestro

Maria Tereza Wafrick foi atropelada por um ônibus na Avenida Norte. A médica saiu de loja de conveniência atordoada e atravessou sem olhar

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/01/2017 às 10:58
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


Reportagem de Rafael Carneiro

Uma médica de 70 anos morreu na Avenida Norte após ser atropelada por um ônibus que fazia a linha MOrro da Conceição na noite dessa segunda-feira (9). Maria Tereza Wafrick havia deixa minutos antes uma conveniência de um posto de gasolina que costumava frequêntar, no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife, onde testemunhas chegaram a alertá-la de que se tratava de um golpe pelo telefone.

Maria Tereza chegou ao estabelecimento por volta das 20h bastante nervosa. Ele pedia que fosse feitas qiuatro recargas no valor de R$ 100 em celulares com o DDD do Rio de Janeiro. De acordo com uma testemunha que não quis se identificar, a vítima chegou com o celular no ouvido, dizendo que haviam sequestrado a filha dela e o genro. "Ela anotou os números em um caderno e veio tentar colocar a recarga. Eu disse a ela que era trote, que era coisa de presídio. Inclusive um policial que mora aqui perto ia passando e disse a ela que isso era coisa de bandido", disse. "Eu ofereci meu celular para ela ligar para a filha dela, mas ela não quis ouvir. Ela estava tão atordoada que não quis ouvir a gente", completa.

Após sair do estabelecimento, Maria Tereza saiu do estabelecimento e atravessou a aAvenida Norte sem olhar para os lados. O ônibus que fazia a linha Morro da Conceição seguia no sentido subúrbio/cidade e atingiu a idosa. De acordo com informações de testemunhas, o motorista ainda tentou prestar socorro, mas a médica morreu no local.

Despedida

Maria Tereza deixou três filhos e netos. O corpo está no Institudo de Medicina Legal do Recife. A família não divulgou detalhes sobre velório e enterro.

Mais Lidas