DEBATE

"Não vamos ter reajuste em tarifas do metrô", diz ministro das Cidades

Em entrevista à Rádio Jornal, Bruno Araújo afirmou que o governo federal arca com 80% dos custos do metrô e que passagens não serão reajustadas

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 13/01/2017 às 12:45
Leitura:
Foto: Arquivo/JC Imagem


No mesmo dia em que o Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) aprovou um reajuste de 14,26% para as passagens de ônibus cobradas na Região Metropolitana do Recife, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, afirmou, no debate da Super Manhã, que não vai haver reajuste nas tarifas do metrô do Recife. Atualmente, o modal cobra R$ 1,60 por viagem, além de ser integrado ao sistema de transporte por ônibus.

» Conselho aprova reajuste de 14% nas tarifas de ônibus do Grande Recife
» "E quem se lasca é o povo", diz vereador sobre reajuste de passagens

Ouça a entrevista completa:

Tarifa subsidiada

De acordo com o ministro das Cidades o valor recebido dos passageiros pelo metrô é muito baixo e só respobnde a 20% das despesas com o modal. Os outros 80% dos custos são pagos pelo governo federal.

Minha Casa, Minha Vida

Para Bruno Araújo, é necessário realizar uma atualização no programa "Minha Casa, Minha Vida" para que ele possa continuar assistindo as famílias assistidas pelo projeto. De acordo com o ministro, "Apenas em Pernambuco, 30 mil unidades estão em construção do Minha Casa, Minha Vida".

Cartão reforma

No debate da Super Manhã, o ministro das cidades adiantou que Caruaru, no Agreste do Estado, será a primeira cidade do país a receber o cartão reforma. "Caruaru será modelo neste processo do programa do Cartão Reforma, começa mês de maio".

» Cartão Reforma vai beneficiar 3,5 milhões de famílias, diz ministro

Mais Lidas