INSS

Aniversário de 94 anos da Previdência Social comemorado com protesto

Um protesto realizado na manhã desta terça-feira (24) reuniu trabalhadores insatisfeitos com as reformas previstas na Previdência Social

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/01/2017 às 15:13
Leitura:
Foto: Acervo/ Rádio Jornal

No dia em que a Previdência Social comemora 94 anos de existência, trabalhadores se reuniram na sede da Superintendência Regional do INSS, no centro do Recife, na manhã desta terça-feira (24).

Eles chamaram atenção para proposta de reforma na previdência, apresentada pelo governo de Michel Temer, que vai prejudicar boa parte da população brasileira.

Panfletos e carro de som convidaram os trabalhadores a participarem do ato que mobilizou cerca de 30 pessoas. Fabiano Moura, representante da CUT-PE, denuncia a tentativa de retirada de benefícios relativos a doenças ocupacionais.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

A manifestação questionou também a falta de discussão sobre reformas que obrigam o trabalhador a contribuir por mais anos, como o caso da PEC 287.

Reforma

Na proposta de reforma, além de fixar uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, as novas regras, se aprovadas, irão atingir trabalhadores dos setores público e privado. De acordo com o governo, a única categoria que não será afetada pelas novas normas previdenciárias é a dos militares.

Pelas regras propostas pela gestão Temer, o trabalhador que desejar se aposentar recebendo a aposentadoria integral deverá contribuir por 49 anos. Sendo assim o governo estima que deixará de gastar R$ 740 bilhões em 10 anos.

Mais Lidas