PEDOFILIA

Funcionário do IMIP é preso pela Polícia Federal suspeito de pedofilia

De acordo com a PF, o IMIP não sabia das práticas criminosas dos funcionários e se colocou à disposição. Outro suspeito também foi preso

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 22/03/2017 às 12:03
Leitura:

Imagem

A Polícia Federal de Pernambuco deflagrou, na manhã desta quarta-feira (22), a Operação Help 4 de combate à pedofilia no Estado. Na ação, um homem foi preso e o outro se apresentou na sede da PF no Recife, que fica no Cais do Apolo, área central da cidade.

De acordo com o chefe de Comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, um dos suspeitos é funcionário do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), mas nada foi encontrado na instituição, o que demonstra que o suspeito não acessava sites pornográficos no local.

Ainda segundo Giovani, os dois suspeitos estariam coagindo testemunhas e atrapalhando as investigações de crimes de pedofilia. Os nomes dos suspeitos ainda não foram divulgados. Saiba mais na reportagem de Erick França:

» Polícia Federal orienta pais como manter crianças seguras na internet
» Polícia ganha reforço para rastrear pornografia infantil

Imip

Em nota, o Imip disse que ficou surpreso com a investigação de pedofilia envolvendo um funcionário da instituição e que não compactua com este tipo de comportamento. No texto, a instituição afirma que a rede de internet é protegida contra conteúdos não seguros, o que inclui qualquer material impróprio, entre eles pornografia. Por fim, o Imip se colocou à disposição da Polícia Federal e confirmou que vai tomar as medidas cabíveis ao caso.

Mais Lidas