ECONOMIA

Semana Imobiliária espera receber mais de cinco mil pessoas até dia 2

Mais de três mil imóveis de 22 empresas estão disponíveis para negociação na Semana Imobiliária. Preços vão de R$ 129 mil a R$ 3,25 milhões

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/03/2017 às 8:19
Leitura:

Imagem

Com a queda na taxa de juros da Selic e a liberação das contas inativas do FGTS, o momento é positivo para quem recebeu um dinheiro inesperado ou estava esperando as condições de mercado para investir em imóveis. Entre os dias 24 de março e 2 de abril, a Ademi-PE realiza a Semana Imobiliária no Shopping RioMar, que fica no Pina, Zona Sul do Recife. O evento reúne 22 empresas com mais de três mil imóveis que vão de R$ 129 mil a R$ 3,25 milhões, entre residenciais, empresariais e segunda residência.

A Semana Imobiliária espera receber um público de cinco mil pessoas. “Essa é uma ótima oportunidade para quem está procurando imóveis. Os preços ainda estão baixos e o mercado está reaquecendo. Significa que a demanda pode aumentar em breve”, avalia Carlos Tinoco, presidente da Ademi-PE. “Quem comprar agora, trava o preço do bem e depois ainda poderá fazer a portabilidade, renegociando as taxas”, complementa.

Outro fator positivo, segundo o presidente, é a liberação das contas inativas do FGTS. “A quantia disponível pode ajudar na entrada, numa reforma, no mobiliário, antes mesmo do financiamento, quando tradicionalmente seria utilizado o FGTS”, argumentou.

Novas regras

Além dos preços menores e queda de juros, outro fator que reflete o bom momento para a Semana Imobiliária são as novas regas para financiamento com utilização do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS). “Houve um aumento nos valores dos imóveis que agora se enquadram no Minha Casa, Minha Vida. No Recife, o limite dos imóveis passou de R$ 180 mil para R$ 190 mil, com uma renda de R$ 7mil a 9 mil, aumentando as opções para quem quer comprar”, explica o diretor de política habitacional da Ademi-PE, Genildo Valença.

Outra novidade que ajudará a movimentar as vendas na Semana Imobiliária é a elevação do teto de financiamento de imóveis novos com avaliação de até R$ 1,5 milhão nas regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) que poderão utilizar o FGTS para amortização. Imóveis com essa avaliação terão taxa de juros mais atrativas que as praticadas no regime anterior às novas regras. Antes, imóveis a partir de R$ 800 mil ou R$ 950 mil (Rio, SP e Brasília), estavam de fora dessa combinação de utilização dos recursos do Fundo.

Além das 20 empresas, participam do evento os bancos Bradesco e Caixa, que estarão de plantão para tirar dúvidas e fechar negociações, além do Tabelionato Figueiredo, que estará a posto para agilizar toda a papelada necessária. A semana conta ainda com o apoio da Copegás.

Semana Imobiliária

De 24 de março a 2 de abril no Piso L3 do Shopping RioMar

De segunda à Sábado das 12h às 22h e aos domingos das 12h às 20h.

Mais Lidas