AUDIÊNCIA

Câmara de Vereadores de Recife discute violência nos ônibus

Além da audiência, motoristas e cobradores de ônibus realizaram uma paralisação das atividades nesta sexta-feira para denunciar violência e demissões

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/03/2017 às 16:22
Leitura:

Imagem

Os ônibus já estão circulando normalmente na área central do Recife após uma paralisação realizada pelos rodoviários no fim da manhã desta sexta-feira (24). O protesto foi realizado para denunciar o aumento da violência nos ônibus e também as demissões que estão sendo feitas pelas empresas.

O trânsito ficou bastante complicado pois os ônibus foram parados na Ponte Duarte Coelho, na Rua da Aurora, Rua do Sol e nas Avenidas Conde da Boa Vista e Guararapes.

Confira os detalhes na reportagem de Marcela Maranhão:

Segundo o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco, milhares de cobradores vão ser retirados das linhas, fora aqueles que já foram demitidos. Essas demissões em massa são motivadas, entre outros fatores, pela violência constante nos ônibus.

Audiência

Imagem

A Câmara de Vereadores de Recife promoveu audiência pública em que foi discutida a situação do aumento da violência e insegurança para usuários e trabalhadores do sistema de transporte público. Representante da Urbana-PE, Polícia Militar, Polícia Civil, Sindicato dos Rodoviários e Associações de Passageiros voltaram a falar sobre o assunto que faz novas vítimas todos os dias.

Só nessa quinta-feira (23), 14 assaltos a coletivos foram confirmados pelo Sindicato dos Rodoviários de PE e, no acumulado do ano, alcançou a marca de mais de 952 registros desde o início de 2017. A categoria interessada em ampliar a discussão procurou o vereador Rinaldo Junior, responsável pela audiência. O presidente do sindicato dos Rodoviários, Benicio Custódio, expressa o sentimento de medo da categoria.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

O levantamento feito pelos rodoviários é motivo de questionamento do Governo do Estado. O Major Alexandre Tavares, coordenador da Operação Transporte Seguro da Polícia Militar, voltou a apresentar os números de assaltos apontados pela gerência de análise criminal e estatística da SDS.

Ele apresentou melhoras nos resultados. No mês de janeiro a polícia registrou 199 crimes em ônibus na Região Metropolitana do Recife e uma redução de 24 casos a menos em fevereiro. Sob protesto de passageiros e rodoviários presentes na audiência, o major atribuiu a mudança ao reforço das ações a partir de 19 de janeiro. Neste período 57 suspeitos que agiam nos coletivos foram detidos, e armas e drogas apreendidas.

Atualmente, a polícia atua com 22 bloqueios em corredores de ônibus no Grande Recife, mas o número é insuficiente. O major da Polícia Militar, Alexandre Tavares, estuda mais reforço.

Na audiência, a Urbana-PE se colocou à disposição das autoridades. O sindicato que representa as empresas de ônibus explicou que vem melhorando o sistema do transporte público para minimizar as ações de criminosos. Muito aplaudida pelo público, Mari Menezes, presidente da Associação dos Usuários do Transporte Público, denunciou a omissão do Governo do Estado e do Ministério Público de Pernambuco. Ela externou o medo de utilizar ônibus no Recife.

Ao final do encontro, o vereador do Recife Rinaldo Junior definiu que vai promover novas discussões sobre assaltos a coletivos e pretende criar um calendário junto com os participantes da audiência.

Mais Lidas