VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO

Família de ciclista morto cobra da Prefeitura do Recife mais segurança

Ciclista Hélio Almeida Araújo, de 64 anos, morreu após ser atropelado por um ônibus, na última terça, na Rua dos Palmares, na área central do Recife

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/03/2017 às 15:20
Leitura:

Imagem

Revolta. Sentimento presente no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife, onde foi sepultado no fim da manhã desta sexta-feira (24), o corpo do engenheiro eletricista Hélio Almeida Araújo, de 64 anos. Ele morreu depois de ser atropelado por um ônibus, na última terça-feira (21), quando passava na Rua dos Palmares, centro da capital pernambucana.

Familiares e amigos fizeram um ato durante o sepultamento para cobrar de autoridades o Plano Diretor Cicloviário (PDC), lançado há mais de três anos. O projeto tem como intuito facilitar a mobilidade de ciclistas na região metropolitana do recife, porém nunca foi implantado, o que lamenta a filha da vítima, Fernanda Carvalho.

Hélio costumava pedalar todos os dias de manhã cedo e era considerado prudente na bicicleta por familiares e amigos. Ele figura como mais uma vítima de acidente de trânsito no Recife.

Confira os detalhes na reportagem de Suellen Fernandes:

De acordo com a Associação Metropolitana de ciclistas do Grande Recife, Ameciclo, Helio é a terceira vítima de acidente de trânsito envolvendo bicicletas somente este ano na capital pernambucana.

A Rua dos Palmares, onde ocorreu o acidente, é um dos trechos em que plano deve ser instalado. Durante solenidade PAC Beberibe 2, nessa quinta-feira (23), o prefeito do recife Geraldo Julio foi perguntado sobre a implantação. “É um preço histórico que Recife paga por não ter investido isso nessas últimas décadas”, disse o prefeito, defendendo que tem implantado a estrutura nos últimos quatro anos.

42 quilômetros no Recife

Até agora, 42 quilômetros de infraestrutura protetiva foi instalado na capital pernambucana, de acordo com a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife, dentro do Plano Diretor Cicloviário, mas a Ameciclo diz que a prefeitura tem ignorado a implementação das ciclovias e ciclofaixas previstas no plano.

Mais Lidas