PRECONCEITO

Blogueira que ofendeu criança com síndrome de down se diz arrependida

Segundo defesa da blogueira, Julia Salgueiro estava sob efeito de remédios para depressão e síndrome do pânico quando ofendeu menino com síndrome de down

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/03/2017 às 16:34
Leitura:

Imagem

Prestou depoimento, na tarde desta segunda-feira (27), a blogueira pernambucana Julia Salgueiro, que ofendeu uma criança com síndrome de down por meio de uma rede social, na última sexta-feira (24).

O comentário maldoso, onde Julia comparava as crianças com down a filhotes de cachorro, foi feito em uma foto postada pela prima do garoto. Na última sexta-feira, a mãe do menino prestou queixa contra a jornalista que, pela primeira vez, se diz arrependida.

O advogado Humberto Cavalcanti esclarece o posicionamento da cliente. “Ela sabe que errou e está arrependida do fato”, disse. Ele argumenta ainda que a jornalista agiu sob efeitos de medicamentos, já que está se tratando de depressão e síndrome do pânico. “Tudo isso foi feito sem ter noção do que estava fazendo”, alegou.

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Casa Amarela, Paulo Ramé, durante o depoimento Julia também parecia estar sob efeito de medicamentos e o crime cometido por ela se enquadra no Artigo 88 da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, que significa praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência.

Segundo o delegado, a pena que seria de um a três anos de reclusão foi estendida para dois a cinco anos, já que o crime foi cometido por meio de rede social, que é um qualificador dessa pena.

Confira os detalhes na reportagem de Marcela Maranhão:

A blogueira Julia Salgueiro saiu da delegacia acompanhada da mãe, sem falar com a imprensa.

Entenda o caso

As ofensas contra a criança com síndrome de down aconteceram após a prima de Fernando, a jornalista Juliana Preto,
publicar uma foto com o menino no colo em comemoração ao Dia da Síndrome de Down. Foi quando a blogueira, que
estava na rede social de Juliana destilou discurso de ódio e chegou a comparar a criança a um cachorro.

Maria Cláudia Albuquerque, mãe do menino Fernando, disse que tomou um susto na hora que viu as agressões escritas pela
blogueira de moda. “No primeiro momento, como mãe, você fica assustada porque você não acredita que seu filho vai
passar por isso. Mesmo sabendo que ele pode passar, porque existem pessoas assim no mundo”, lamentou a advogada e mãe de Fernandinho.

“Eu parti para a luta e fui atrás dos direitos da gente e dele porque eu sempre vou fazer isso”, contou a mulher.

Mais Lidas