VIOLÊNCIA

Família se despede de mulher que morreu ao pular de ônibus assaltado

Segundo testemunhas, o ônibus em que aconteceu a fatalidade era antigo e a câmera de segurança não estaria funcionando

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/03/2017 às 14:06
Leitura:

Imagem

Acontece nesta terça-feira (28), o velório de Cláudia Maria dos Santos Silva, de apenas 49 anos, no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife, que morreu depois de cair de um ônibus que estava sendo assaltado na UR-11, no Ibura de Baixo.

As circunstâncias da morte de Cláudia geraram uma grande repercussão nas redes sociais e abalaram muitos pernambucanos que se identificaram com esse cenário de assaltos a ônibus. Infelizmente, o acidente envolvendo Cláudia só ilustra a sensação de insegurança que é enfrentada diariamente por tantos trabalhadores que, assim como ela, dependem do transporte público para ir ao trabalho e voltar para casa.

Imagem

Confira os detalhes na reportagem de Marcela Maranhão:

Claudia Maria dos Santos Silva vai ser enterrada as 15h, no cemitério. Ela deixa o marido e dois filhos, um rapaz de 25 e outro de 21 anos.

Entenda o caso

Cláudia era zeladora do Edifício Madona das Rochas, em Boa Viagem, e voltava para casa na noite da sexta-feira passada, quando o veículo foi invadido por dois homens armados,
que anunciaram o assalto.

Segundo testemunhas, o ônibus era antigo e a câmera de segurança não estaria funcionando. Elas contaram que uma mulher gritou avisando que Cláudia havia caído, mas o ônibus seguiu viagem e os assaltantes só desceram nas imediações do posto de combustíveis Padre Cícero.

A vítima foi socorrida com vida por uma viatura policial e levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Lagoa Encantada. De lá, a paciente foi encaminhada para os hospitais Dom Helder Câmara e Restauração, onde faleceu.

Mais Lidas