LAVA JATO

Eduardo Cunha é condenado a 15 anos de prisão por três crimes

O juiz federal Sérgio Moro condenou Eduardo Cunha por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 30/03/2017 às 15:30
Leitura:

Imagem

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, do PMDB, foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 15 anos e 4 meses de reclusão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Eduardo Cunha está preso desde 19 de outubro do ano passado na Lava Jato e, atualmente, está no Complexo Médico de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O ex-deputado recebeu uma condenação por corrupção passiva por conta de solicitação e recebimento de vantagem indevida no contrato de exploração de petróleo na África, três condenações por lavagem de dinheiro e 14 por evasão de divisas.

Outros detalhes sobre a condenação de Eduardo Cunha na matéria de Romoaldo de Souza:

Primeira condenação

Esta é a primeira condenação do peemedebista na Lava Jato. Sobre o crime de lavagem de dinheiro, o juiz aponta que ela envolveu especial sofisticação com a utilização de diversas contas secretas no exterior e uma lavagem de dinheiro que envolveu cerca de 1,5 milhão de dólares.

Cunha, que até um ano atrás, era o homem mais poderoso do país, se vê agora como um presidiário com pouca relevância e abandonado pelos seus pares de partido. Eduardo Cunha foi o homem decisivo do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Mais Lidas