AUDIÊNCIA MARCADA

João Lyra Neto diz que faltam liderança e habilidade a Paulo Câmara

Ednaldo Santos entrevistou o ex-governador de Pernambuco, João Lyra Neto, que fez duras críticas ao modelo da administração do governador Paulo Câmara

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 07/04/2017 às 20:50
Leitura:

Imagem

O ex-governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSDB), fez pesadas críticas ao modelo da administração do atual chefe do Executivo do Estado, Paulo Câmara (PSB). O tucano foi o entrevistado do Audiência Marcada desta sexta-feira (07), sob o comando do comunicador Ednaldo Santos. O programa contou com a presença do editor de Política do Jornal do Commercio, Gilvan Oliveira, e do jornalista Ivan Maurício.

“Não concordo com a maneira de gerenciar de Paulo Câmara. Ele tem deficiência na política e na gestão. É deficiente de liderança. A minha posição é de oposição”, afirmou. Ele defende que o PSDB em Pernambuco tem de ser oposição ao governador.

Quer saber mais detalhes? Ouça aqui na íntegra o programa:


João Lyra disse que Câmara está bem aquém do que se propôs a fazer. “Não cumpriu nem 30% do que prometeu”, disparou. O atual tucano, que foi vice do governador Eduardo Campos (PSB), decidiu deixar o PSB porque não comungava mais do mesmo pensamento da legenda. “Houve uma deslealdade de quem sucedeu Eduardo Campos. Eu não recebi um telefonema do PSB. Eu fui absolutamente desconsiderado”, revelou.

No programa, entre outros temas, ele fez algumas observações sobre a falência do Pacto pela Vida. Segundo ele, o projeto não avançou por falta de inovação, renovação e liderança. “O pacto está praticamente destruído. João Lyra defende um trabalho integrado com a participação do Judiciário, do Ministério Público e das polícias. A solução atingiu um grau que não pode ter uma solução convencional”, apontou.

Mais Lidas