TRÁFICO DE DROGAS

Operação Tarrafa prende suspeitos de roubos e homicídios em Peixinhos

A ação da Polícia Civil cumpriu 43 mandados judiciais, entre ordens de prisão e busca e apreensão. Grupo realizou pelo menos 34 homicídios em Peixinhos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 07/04/2017 às 9:09
Leitura:

Imagem

Nesta quinta-feira (7), a Polícia Civil de Pernambuco cumpriu 23 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão domiciliar dentro da operação tarrafa. Os alvos da ação são integrantes de uma organização criminosa voltada para a prática de homicídios, tráfico de drogas, associação para o tráfico e roubos, com atuação em Olinda, principalmente no bairro de Peixinhos.

De acordo com a Polícia, o grupo teria cometido pelo menos 34 homicídios na cidade. Entre os presos, José Luiz Vilela Farias, o Dodi, de 36 anos, é apontado como líder da organização. Ele cumpria pena na Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá, mas, como estava no regime semiaberto, praticava roubos e homicídios durante o dia. Saiba mais na reportagem de Clarissa Siqueira:

Também foram presos o José Jefferson Morais, de 23 anos, conhecido como Final, e o Luiz Carlos da Silva Ramiro, de 30 anos, apelidado de Cabeça. Eles eram tidos como os braços direitos do Dodi na liderança dos crimes no bairro de Peixinhos.

O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, o delegado Joselito Amaral, afirma que, na manhã de hoje, o Dodi estaria planejando a execução de um casal no bairro do V8, em Olinda, para tomar o ponto de tráfico. Os presos e o material apreendido serão encaminhados ao Departamento De Repressão Aos Crimes Patrimoniais (Depatri), que fica no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife.

Operação Tarrafa

A ação da Polícia Civil foi apelidada de tarrafa em alusão ao bairro de Peixinhos onde eram praticados os crimes em Olinda. A tarrafa é uma rede de pesca feita de malha fina e com pesos nas extremidades.

Mais Lidas