POLÊMICA

Reunião no MPPE discute retirada de cobradores dos ônibus da RMR

Governo de Pernambuco determinou que as empresas de ônibus não devem demitir os cobradores e que os trabalhadores devem ser realocados

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 17/04/2017 às 17:11
Leitura:

Imagem

Na última sexta-feira (14), o Governo de Pernambuco determinou que as empresas de ônibus não podem demitir o cobrador de ônibus, mas podem realoca-lo de função. E esse o objetivo das empresas atualmente.

Uma reunião é realizada durante a tarde desta segunda-feira (17) no Ministério Público de Pernambuco. O promotor de Transportes, Humberto Graça, é o mediador. A reunião conta com a presença de representantes da Secretaria das Cidades e dos rodoviários.

LEIA TAMBÉM

Sindicato dos Rodoviários quer demissões suspensas na empresa Caxangá

"Ladrão de ônibus quer apenas dinheiro do cobrador", diz presidente da Urbana-PE

Já são 32 linhas operando sem cobrador e permitem o acesso apenas com alguns dos cartões VEM, que são vendidos nos terminais do BRT e também pelos próprios motoristas, que recebem R$ 1 por cada venda.

A retirada do cobrador tem gerado polêmica e insatisfação, tanto entre os rodoviários quanto entre os passageiros.

Confira os detalhes na reportagem de Clarissa Siqueira:

Mais Lidas