Frequência: Escolas de Jaboatão passam a usar reconhecimento facial

Reconhecimento facial identifica o aluno no momento em que ele chega e os professores deixam de fazer chamada em sala de aula para apontar frequência

EDUCAÇÃO

Rádio Jornal

Imagem

Cinco escolas da rede municipal de ensino em Jaboatão dos Guararapes no Grande Recife começaram a utilizar nesta terça-feira (18) um novo método para registrar a presença de alunos em sala de aula. É o sistema de reconhecimento facial que identifica o estudante no momento em que ele chega na unidade de ensino.

Um dos objetivos do serviço é evitar a perda de tempo do professor no momento da chamada fazendo com que ele utilize os minutos em conteúdo de ensino. A primeira escola a adotar o sistema foi a Paulo Menelau, no bairro de Sotave. A professora Dilma Cristina acredita que a tecnologia vai ajudar no dia a dia escolar.  

Durante a inauguração do serviço os pais também estiveram presentes na escola. Elisabete Pereira, que é mãe de um aluno do terceiro ano do ensino fundamental aprovou o novo método.

A repórter Juliana Oliveira tem os detalhes:

[uolmais_audio 16194665]

Funcionamento

O reconhecimento facial é registrado com uma foto que é tirada em um pequeno equipamento instalado em uma parede da escola. Cada aluno antes de entrar na sala de aula precisa fazer o registro para confirmar a presença no ambiente escolar.

Alcance

O serviço é obrigatório para todos os estudantes a partir da educação infantil. As crianças já aprenderam a usar o sistema.

Além da escola Paulo Menelau, outras quatro instituições municipais também já adotaram ao sistema de reconhecimento. Mais de dois mil alunos estão cadastrados no serviço.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO