Cassação

Prefeito de Petrolina pode ter candidatura cassada

Chapa de Miguel Coelho foi acusada de abuso de poder econômico e uso indevido de veículos e meios de comunicação em Petrolina

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 18/04/2017 às 14:07
Leitura:

Imagem

As eleições municipais de 2016 em Petrolina estão em xeque. O Prefeito Miguel Coelho (PSB) e sua vice, Floralina Araújo Portela, foram acusados de abuso de poder econômico e uso indevido de veículos ou meios de comunicação social, e podem ter sua chapa cassada pelo Ministério Público Eleitoral de Pernambuco.

Confira a reportagem de Marco Aurélio:

Entre as acusações estão a suposta ilegalidade na arrecadação de recursos dos então candidatos, sem falar na simulação de inserções pela TV Grande Rio, favorecendo o atual Prefeito. O processo agora irá se encaminhar para o juíz eleitoral Sidney Alves, que decidirá o futuro do pleito.

Propagandas

O Deputado Estadual Odacy Amorim (PT), candidato ao cargo em 2016, afirmou que cerca de 300 inserções foram retiradas de alguns candidatos a Prefeitura, e enquanto Miguel Coelho teve apenas duas cortadas durante a programação da TV Grande Rio.

Mais Lidas