CAIXAPAR

Operação da PF investiga fraudes em aquisições da Caixa Participações

Em Pernambuco, um mandado de busca e apreensão é cumprido no bairro das Graças. Operação da PF foi chamada de Conclave

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/04/2017 às 9:16
Leitura:

Imagem

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (19), a Operação Conclave para investigar a aquisição possivelmente fraudulenta de ações do Banco Panamericano. A ação envolve cerca de 200 policiais e acontece simultaneamente em cinco estados. Saiba mais na reportagem de Romoaldo de Souza:

Dentro da Operação Conclave, aqui em Pernambuco, está sendo cumprindo um mandado de busca e apreensão, no apartamento de um empresário, no bairro das Graças. De acordo com o chefe de Comunicação da PF no estado, Giovani Santoro, o nome do empresário não será divulgado.

O inquérito apura a responsabilidade de gestores da Caixa Econômica Federal na gestão fraudulenta, além de investigar possíveis prejuízos causados a correntistas e clientes. Caso sejam condenados, os envolvidos podem pegar penas de até 12 anos de reclusão.

Conclave

O nome da operação, em razão da forma sigilosa com que foram tratadas as negociações para transação ocorrida entre o Banco Panamericano e a CAIXAPAR, faz alusão ao ritual que ocorre a portas fechadas entre cardeais na Capela Sistina, na cidade do Vaticano, com a intenção de escolher um novo Papa para a Igreja Católica.

Mais Lidas