POLÍTICA

Cadoca é expulso do PDT após voto a favor da reforma trabalhista

Parlamentar pernambucano Cadoca não seguiu a orientação do partido de votar contra as reformas trabalhista e da previdência

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/04/2017 às 11:03
Leitura:

Imagem

A Executiva Nacional do PDT decidiu pela expulsão do pernambucano Carlos Eduardo Cintra da Costa Pereira (PCT-PE), conhecido como Cadoca, na manhã desta quinta-feira (27). A votação da Reforma Trabalhista aconteceu na noite dessa quarta-feira (26).

O parlamentar foi para o PDT em maio de 2016. Anteriormente, Cadoca integrava o quadro do PCdoB. De acordo com o repórter da Rádio Jornal em Brasília Romoaldo de Souza, o deputado não foi avisado anteriormente e recebeu a notícia através da nossa reportagem. Em resposta ao posicionamento do PDT, Cadoca afirmou que vai procurar outra legenda.

Posição do PDT

Em nota, o presidente Nacional do PDT, Carlos Lupi, afirma que afirmou que a decisão foi tomada por referendo e é irrevogável. No texto, Lupi explica que a decisão de fechar questão contra as reformas trabalhista e da previdência foi tomada no dia 17 de março. "O PDT tem suas raízes históricas e lutas sempre em favor do trabalhador brasileiro. No momento que um governo ilegítimo, imoral e sem qualquer apoio popular decide atacar diretamente as conquistas trabalhistas, o PDT tem a obrigação de ficar ao lado do trabalhador brasileiro", diz a nota assinada por Carlos Lupi.

Mais Lidas