CONTRA REFORMAS

Ato da Greve Geral reúne milhares de pessoas no centro do Recife

Greve Geral, que mobiliza categoria do Brasil inteiro, é contra Reformas da Previdência e Trabalhista

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/04/2017 às 15:52
Leitura:

Imagem

Milhares de pessoas saíram em caminhada da Praça do Derby, na área central do Recife, em direção ao Marco Zero. O ato marca o dia da Greve Geral que paralisou diversas atividades nesta sexta-feira (28). Há dois mini trios elétricos e diversos carros de som.

O ato reúne pessoas de diversas faixas etárias, de crianças até idosos. Há também fiéis da Igreja Católica participando da manifestação. A própria Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convocou a comunidade católica para participar do ato. Os manifestantes carregam faixas pedindo a saída do presidente Michel Temer.

A Greve Geral que já dura mais de 15 horas é contra a reforma trabalhista e a reforma previdenciária que estão sendo discutidas no Congresso Nacional e são propostas pelo governo.

A antropóloga Julia Amorim levou a filha pequena para o protesto e acredita que a participação é uma aula de cidadania. "Trouxe minha filha para ela aprender desde cedo o que é cidade, o que são os direitos, o que é um golpe de Estado", explicou. "Ela está aqui para ver que tudo que está acontecendo é errado, é retirada de direitos e que a gente tem que lutar pelos nossos direitos", completou.

Alguns soldados da Polícia Militar acompanham o protesto, mas o ato segue sem conflitos.

[GALERIA]

Imagem

Leia também

Interior pernambucano registra protestos no dia de Greve Geral

Contrariando decisão do Sindicato, ônibus continuam nas garagens

Rodovias federais e estaduais bloqueadas pela Greve Geral

Greve Geral: saiba quais trechos já foram liberados após protesto

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Pernambuco, Carlos Veras, falou sobre o movimento. “Esse é um ato de todas as centrais sindicais da Frente Brasil Popular e da Frente Povo Sem Medo contra a criminosa reforma trabalhista e a criminosa reforma da previdência que acaba com nossos direitos”, destacou Carlos, que avaliou como positiva a Greve Geral.

Confira os detalhes nas reportagens de Erick França:

Mais Lidas