INVESTIGAÇÃO

Quadrilha interestadual pode ter explodido bancos em Tamandaré

As agências do Bradesco e do Banco do Brasil de Tamandaré ficaram destruídas após as explosões. Grupo fugiu de lancha, após a ação criminosa

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 03/05/2017 às 16:51
Leitura:

Imagem

Os moradores do município de Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco, passaram momentos de pânico na madrugada desta quarta-feira (3) durante uma ação ousada de bandidos que fortemente armados invadiram a cidade e explodiram duas agências bancárias localizadas na Rua José Sobrinho Ferreira.

Tudo aconteceu por volta das 3h30, quando, segundo a polícia, cerca de 20 homens armados com fuzis, pistolas, espingardas de calibre doze e artefato entraram em Tamandaré já anunciando a investida que terminou com as explosões nos bancos Bradesco e Brasil.

Ação bem arquitetada

Imagem

Durante a ação, a quadrilha se dividiu em grupos. Parte dos criminosos foi para as agências, enquanto outros deles renderam policiais militares.

No Banco do Brasil, os bandidos usaram explosivos no cofre da agência que com o impacto destruiu todo prédio. Já no Bradesco o prejuízo foi nos caixas eletrônicos que ficaram totalmente danificados. De acordo com a polícia, todo dinheiro das agencias foi levado.

Durante a investida os criminosos também efetuaram inúmeros disparos contra o destacamento da Polícia Militar e contra o alojamento do Batalhão Especializado no Interior (Bepi).

Depois da ação os criminosos abandonaram, próximo a um manguezal, os dois veículos que estavam e apreenderam fuga em lanchas.

Quadrilha interestadual

[GALERIA]

Para a polícia, não resta dúvidas de que o grupo faz parte de uma quadrilha interestadual, como detalha Joselito Amaral, chefe da Polícia Civil.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

Na cidade, os peritos do Instituto de Criminalística encontraram várias cápsulas de fuzis 556, de espingarda calibre 12 e de pistola ponto 40. A polícia não tem informações quanto ao paradeiro dos criminosos.

Mais Lidas