CULTURA

Mestre Chocho é homenageado em documentário

O evento de lançamento do filme ocorreu no início da noite desta segunda-feira no Cinema São Luiz

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/05/2017 às 21:01
Leitura:

Imagem

Otaviano do Monte, o Mestre Chocho, aos 93 anos de idade e 70 de carreira, é um dos maiores representantes, do choro em Pernambuco. Seu talento com o violão, cavaquinho e bandolim, o tornou influência de Beto do Bandolim, Bozó e Tereza Cristina. Para preencher a falar do registro da sua obra, o produtor Marcos Veloso lançou nesta segunda-feira (8) o documentário “Chocho - 70 Anos de Cordas Musicais”.

O filme foi exibido no Cinema São Luiz, às 19h30 e contou com a presença do próprio Chocho e convidados especiais. O documentário de 30 minutos registra passagens da vida do Mestre, incluindo apresentações especiais com convidados e as tradicionais tardes de chorinho no espaço Nosso Quintal, também administrado por Marcos Veloso.

Confira mais detalhes na reportagem de Carol Santos:

Segundo Marcos Veloso, o próximo desafio é tornar o Mestre Patrimônio Vivo do Estado. Em 2013, o produtor deu entrada no processo junto à Fundarpe, com cerca de mil assinaturas de músicas e personalidades culturais.

CARREIRA

O Mestre Chocho começou sua carreira nos anos 1940, se destacando com a composição “Derramado do Deserto”.

Mais Lidas