CASO CAMILA

Defesa do caso Camila Mirele acredita que cliente será inocentado

Camila morreu ao cair de um coletivo em maio de 2015 no Grande Recife.

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/05/2017 às 17:03
Leitura:

Imagem

Terminou na tarde desta terça-feira (09) a 2ª Audiência de instrução e julgamento que investiga a morte da estudante Camila Mirele Pires da Silva, realizada no Fórum Rodolfo Aureliano, bairro de Joana Bezerra, Área Central do Recife. A estudante foi morta em maio de 2015, após cair de um ônibus na BR 101, no Grande Recife. Em entrevista, o advogado de defesa do motorista indiciado por homicídio culposo, Valdir Abrantes fez uma análise da audiência e afirmou que espera que o cliente seja absolvido. “Em uma conversa que ouvi do assistente (de acusação) e promotor, vai ser favorável”

Testemunhas

Foram ouvidas testemunhas: um estudante que estava no coletivo no momento do acidente, um perito criminal que analisou o ônibus e o motorista do veículo envolvido. Nessa segunda-feira (8) fez dois anos da morte da estudante Camila.

Mais Lidas