TUDO É HISTÓRIA

Historiador fala sobre a herança escravista

O historiador Lula Couto reforça que o país carrega ainda na atualidade uma herança escravista que se representa em diversas camadas sociais

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/05/2017 às 1:48
Leitura:

Imagem

No quadro Tudo é História desta terça-feira (09) o historiador Lula Couto falou sobre a herança escravista, mas como nenhuma conversa no programa Movimento tem um roteiro engessado, o comunicador Marcelo Araújo e o professor Lula começaram a coluna com um papo musical, afinal pouco depois teve uma hora de música e conversa com o cantor Sylvio Marinho filho do cantor Giliard.

De volta ao tema, a coluna começou com uma indicação de leitura que com certeza vai interessar ao ouvinte que busca se aprofundar mais sobre o tema. O professor Lula recomendou a leitura a obra "Libertas Entre Sobrados" de Lorena Féres da Silva Telles. Para saber detalhes sobre o livro e tudo o que rolou na coluna recomendo que ouça Tudo é História na íntegra logo no player de áudio abaixo.

Ouça na íntegra:

Herança Escravista

Continuando... De volta à década de 80 do século XIX, Lula relembrou que nesse período já haviam leis que abordavam a questão da escravidão - A Lei do Sexagenário e posteriormente a Lei Áurea. Segundo ele, ao refletir sobre o fato de que o Brasil foi o último país da América a abolir a escravidão, pode-se entender de que maneira isso se reflete na atualidade. " Nós temos muitos resquícios (afirmação em relação ao termo "Casa Grande"), para você ter uma ideia, a secretária ainda não tem todos os direitos trabalhistas garantidos, mesmo com as leis trabalhistas que estão ameaçadas agora devido a reforma", explica o historiador Lula Couto.

Mais Lidas