POLÍTICA

Militância recebe Lula no prédio da Justiça Federal, em Curitiba

O ex-presidente Lula presta depoimento, nesta quarta-feira (10), ao juiz federal Sergio Moro

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/05/2017 às 13:57
Leitura:

Imagem

A movimentação em frente ao prédio da sede da Justiça Federal, em Curitiba, no Paraná. O ex-presidente Lula chegou no prédio agora pouco e foi recebido com festa pela militância que protesta em no local. O depoimento de Lula teve início por volta das 14h desta quarta-feira (10).

Ele chegou acompanhado de toda a assessoria jurídica e a expectativa da imprensa, que acompanha a movimento do lado de fora, é de que o depoimento acabe entre 17h e 18h.

No início desta tarde, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou mais um pedido da defesa de Lula. A defesa pedia para que o STJ suspendesse o processo, até uma análise definitiva sobre Moro ser ou não suspeito para julgar o caso do ex-presidente.

Tinham sido negados no fim da manhã dois recursos: um que pedia a suspensão do interrogatório por 90 dias e outro para que a defesa pudesse gravar. Saiu agora mais um.

Um dos manifestantes em apoio ao ex-presidente Lula, João Pedro, fala que são quase 50 mil pessoas em Curitiba organizadas para o ato. “Nós estamos aqui em Curitiba em mais ou menos 50 mil manifestantes. Porém nos concentramos na praça, em frente à universidade. O que é simbólico, porque naquele prédio em que estamos concentrados é onde Moro dá aula”, apontou.

Imagem

Segundo ele, o objetivo é acolher o ex-presidente Lula. “Fazer uma rede de corações e mentes para que ele entre no depoimento sabendo que tem o apoio do povo brasileiro”, explicou.

Confira os detalhes na reportagem de Flavia Barros:

A segurança no local foi reforçada. Confira no vídeo:

Frente a frente com Moro

Essa é a primeira vez que Lula fica frente a frente com o juiz Sergio Moro. Neste processo específico, Lula é acusado de ter recebido propina da construtora OAS.

De acordo com a denúncia, a OAS teria dado um tríplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, além de ter pago mais de R$ 1 milhão para a empresa de transportes Granero guardar itens e presentes que Lula recebeu durante o mandato de presidente, entre 2003 e 2010.

Em depoimento ao juiz Sergio Moro, no último dia 20 de março, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, disse que deu o apartamento tríplex ao petista.

Lula foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em setembro do ano passado. O interrogatório, que acontece neste momento, é apenas uma parte importante dos trâmites do processo.

Mais Lidas