CRISE POLÍTICA

"Temer agora está diretamente envolvido", diz ministro da Cultura

Atual ministro da Cultura, Roberto Freire diz que Constituição "precisa ser seguida" e fala de envolvimento de Temer em escândalo

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 18/05/2017 às 9:20
Leitura:

Imagem

O atual ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS), afirmou nesta quinta-feira (18) que os novos fatos da crise política colocam o presidente Michel Temer (PMDB) no centro de tudo: "O Presidente da República agora está totalmente envolvido", declarou durante o programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal.

Para Freire, o momento é de usar a Constituição Federal como guia: "O guia é a nossa Constituição. O STF (Supremo Tribunal Federal) tem que ser ouvido. Tudo que acontecer a gente tem que olhar a Consituição,
qualquer que seja o desfecho", declarou.

Dono da JBS diz que gravou Temer autorizando compra do Silêncio de Cunha

“Governo Temer esgotou-se”, diz Humberto Costa, líder do PT no Senado

O futuro do país e a economia

Para o ministro da Cultura, seguir a Constituição é a garantia de continuidade do funcionamento da Justiça e da Operação Lava Jato. "Temos que passar esse país punindo quem for responsável", afirmou.

Roberto Freire ainda lembrou que essa crise acontece no momento em que existem sinais positivos de melhoras na economia. "Temos que ter clareza de que as reformas (Trabalhista e da Previdência) recuperam a economia. O congresso tem que fazer garantir a estabilidade mínima", declarou.

Os cuidados com as candidaturas

Para Freire, é preciso atuar para evitar que indiciados sejam candidatos: "Quem tiver indiciado em qualquer juizo não pode ser candidato a Presidente da República para não elergemos quem amanhã pode ser processado ou até preso", disse.

Mais Lidas