CRISE POLÍTICA

"PSDB não tem condições de continuar no governo", diz Daniel Coelho

Deputado federal do PSDB diz que Temer ouviu crime e "não fez nada". Para ele, "está claro que presidente perdeu as condições de governar"

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/05/2017 às 9:26
Leitura:

Imagem

O deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE) defendeu a renúncia do presidente Michel Temer (PMDB) e a saída de todos os tucanos do governo. Atualmente, quatro políticos participam da gestão, incluindo o pernambucano Bruno Araújo, na pasta de Cidades. "Está claro que Temer perdeu as condições de governar", afirmou durante entrevista à Rádio Jornal na manhã desta sexta-feira (19).

"Presidente cometeu crime"

"Melhor gesto é a renúncia", diz vice-governador sobre Michel Temer

Divulgado áudio da conversa do Presidente Michel Temer

Manifestantes saem em caminhada pedindo saída de Michel Temer

Para Daniel, os áudios feitos pelo executivo da JBS/Friboi, Joesley Batista, indicam crime por parte do presidente da República: "O presidente no mínimo escutou um criminoso confesso e não fez absolutamento nada", declarou.

O tucano criticou a permanência do partido nele no Governo Federal: "Eu sempre fui contra a particiopção dos ministros no governo. Eu espero que o PSDB entre em acordo e veja que não tem condições de continuar no governo", disse.

O deputado acredita ainda quer a permanência de Michel Temer só vai piorar a economia. "A economia hoje quando mais rápido Temer sair, melhor. Prolongar essa crise não vai ajudar em nada", declarou.

Lula e Dilma

Para Daniel Coelho, "todos precisam ser punidos", e faz referência aos ex-presidente Lula (PT) e Dilma Rousseff (PT), que foram grampeados pelo juiz Sérgio Moro em março do ano passado: "Não consigo entender comos as gravações de Lula e Dilma, com obstrução da justiça e até agora não aconteceu nada. Será que só tem justiça pra alguns?", indagou.

Mais Lidas