AUMENTOS

Urbana-PE fala sobre impacto da alta da gasolina nas passagens

Presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira, ainda falou que aguarda resposta do TST sobre reajuste dos salários dos rodoviários

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/07/2017 às 16:13
Leitura:

Imagem

O Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco rebate a decisão da Urbana-PE, representante das empresas de ônibus, de procurar o Tribunal Superior do Trabalho (TST) para barrar aumento de 6% do salário da categoria.

Fernando Bandeira, presidente da Urbana-PE, afirmou para a Rádio Jornal nesta segunda-feira (24) que aguarda resposta do TST, em Brasília. Bandeira disse que a decisão pode sair até o fim de agosto.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco, Benilson Custódio, rebateu ao afirmar que o processo ainda está no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 6ª região, no Recife, e que vai prestar esclarecimentos aos profissionais.

As informações na reportagem de Suellen Fernandes:

Os rodoviários receberam reajuste de 6% de salário, mais 8% de aumento de vale-alimentação após três dias de greve no Grande Recife.

Aumento das passagens

Bandeira ainda comentou sobre os aumentos da gasolina e do diesel e o impacto dessa medida no reajuste das passagens de ônibus. “O combustível é o segundo maior insumo que afeta as tarifas de ônibus. O pessoal, que corresponde a 45% e o combustível corresponde a 22 %. Logicamente que um aumento dessa natureza afeta nos insumos do serviço”, detalhou.

Uma revisão das passagens é feita no início do ano e Fernando Bandeira descartou um realinhamento neste momento. “Já existe uma predeterminação que no mês de janeiro verifica-se todos os valores para realinhar o preço do serviço. Então, você só terá realinhamento no mês de janeiro do próximo ano”, explicou.

Confira os detalhes na entrevista completa com Fernando Bandeira:

Mais Lidas