TRISTEZA

Corpos são encontrados em pensão atingida por incêndio na Boa Vista

Segundo os moradores, durante combate ao incêndio, o Corpo de Bombeiros não entrou na pensão para procurar outras vítimas

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/07/2017 às 14:30
Leitura:

Imagem

Matéria atualizada no dia 01/08 para acréscimo da nota dos Bombeiros

Um casal foi encontrado carbonizado na manhã desta segunda-feira (31) em uma pensão que foi atingida por um incêndio na madrugada do domingo (30). O acidente aconteceu na Rua da Glória, no bairro da Boa Vista, no centro do Recife.

A família sentiu falta do casal logo após o acontecido e procurou o vizinho Antônio Lenilson, que detalha como encontrou os corpos das vítimas. Segundo o vizinho, eles estavam em cima de uma cama.

O casal identificado como José de Arimatéia Bezerra Luís, de 43 anos, e Verônica Marta Lírio Da Silva, de 51 anos, morava no pensionado há mais de um ano. Segundo a tia de José de Arimatéia, que não teve a identidade revelada, os bombeiros foram avisados pelos moradores que havia um casal dentro do prédio, mas eles não tomaram providencias. “Fiquei sabendo desse incêndio ontem à noite quando a mãe dele me ligou para saber se eu tinha notícias. Aí foi quando a gente começou a procurar”, disse. “Os vizinhos comunicaram a gente que os bombeiros estiveram aqui, eles avisaram que tinha um casal lá dentro e os bombeiros não tomaram providência nenhuma”, criticou.

Confira os detalhes:

Explicação para descaso

Imagem

O secretário de Defesa Civil do Recife, Cássio Sinomar, explica por que os corpos não foram encontrados antes. “Precisaria ser feita uma avaliação do local, verificar direitinho e aguardar também que alguém sinta falta de uma pessoa. Foi feito todo o combate (das chamas) e a Defesa Civil não tinha ciência dessas pessoas que estavam lá”, justificou.

Abrigo para as vítimas

Em nota, a Prefeitura do Recife informa que a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre Drogas e Direitos Humanos da cidade recebeu, até o momento, onze pessoas encaminhadas pela Defesa Civil para o abrigo provisório Travessa do Gusmão, no bairro de São José.

A casa de acolhida, que tem capacidade para receber até 100 pessoas, está com cerca de 80 vagas disponíveis para os encaminhamentos emergenciais feitos pela Defesa Civil. O órgão também se comprometeu em ajudar as vítimas na retirada da segunda via da documentação que elas perderam durante o incêndio.

Confira a nota dos Bombeiros sobre o caso:

O Corpo de Bombeiros foi acionado às 0:05 hora do domingo (30) para extinguir um incêndio ocorrido em um prédio na Rua da Glória, no bairro da Boa Vista. Até às 5 horas, 7 viaturas com 25 bombeiros militares atuaram na extinção do fogo e no salvamento de várias pessoas que estavam no imóvel. Três delas foram encaminhadas para atendimento por conta de inalação de fumaça. Em ação combinada com a Defesa Civil Municipal, foi providenciado o isolamento do local por risco de desabamento. Durante o dia, os bombeiros foram acionados por seis vezes para realizar novos rescaldos por conta do reaparecimento de fumaça. Não houve qualquer informação do desaparecimento de pessoas que estivessem no imóvel. Na manhã de hoje (31), o Corpo de Bombeiros foi novamente acionado por ter sido levantada a suspeita da existência de corpos no 1º andar. Três guarnições (uma Auto de Busca e Salvamento - ABS, uma Auto Bomba Tanque - ABT e uma Auto Comando Operacional – ACO) foram deslocadas até o local, onde foram encontrados dois corpos, os quais foram retirados e entregues ao Instituto de Medicina Legal, após levantamento de peritos do Instituto de Criminalística. Os bombeiros militares atuaram de acordo com os protocolos de ação, salvando as vidas, o meio ambiente e o patrimônio. Mesmo assim, o Comando Geral da Corporação determinou que fosse feita uma apuração sobre a atuação das guarnições no local.

Mais Lidas