GRANDE RECIFE

Quadrilha explode agência bancária em Itamaracá e foge em embarcação

De acordo com o 17º Batalhão da Polícia Militar, a ação da quadrilha deixou feridos, que foram levados para o Hospital Miguel Arraes

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/08/2017 às 8:19
Leitura:

Imagem

JC Online

Uma quadrilha explodiu o cofre de uma agência da Caixa Econômica Federal em Itamaracá, no Grande Recife, por volta das 2h desta terça-feira (1º), e fugiu em uma embarcação após a investida. De acordo com o 17º Batalhão da Polícia Militar, a ação deixou feridos, que foram levados para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista.

Ouça mais na reportagem de Rafael Carneiro da Rádio Jornal:

Para dificultar a perseguição policial, os suspeitos usaram uma motosserra para cortar árvores e colocar nas vias de acesso ao município e também espalharam grampos. Além disso, eles atiraram contra o prédio da Prefeitura de Itamaracá, a delegacia da cidade e viaturas da polícia.

Em um vídeo enviado à TV Jornal, é possível ver carros queimando na areia da praia

Feridos na ação contra o banco

O policial aposentado Edson Nunes, 47 anos, que trabalha como guarda municipal, foi baleado no ombro e deve passar por cirurgia. A outra vítima, a socorrista Ana Maria Lima, 35, foi atingida no joelho no momento em que o grupo sequestrou a ambulância em que ela estava, mas passa bem. O veículo foi utilizado para bloquear uma estrada.

Grupo explode agência bancária em Flores

Imagem

Na cidade de Flores, no Sertão do Estado, suspeitos explodiram um caixa eletrônico de uma agência do Banco do Brasil, por volta das 2h30 desta terça-feira (1º).

De acordo com o 14º Batalhão de Polícia Militar, cerca de oito homens participaram da ação, por volta das 2h30. O grupo quebrou a porta de vidro do banco e explodiu um dos caixas eletrônicos.

Além da investida contra o Banco do Brasil, os suspeitos atiraram contra uma unidade policial instalada a 300 metros do local. Ninguém ficou ferido. Após a ação, eles conseguiram fugir em dois carros.

No mês de maio deste ano, cerca de 20 suspeitos de investidas contra o Banco do Brasil e o Bradesco no município de Tamandaré, no Litoral Sul, também fugiram em embarcações após a ação.

Mais Lidas