OPERAÇÃO RIO 40 GRAUS

Lava Jato: PF cumpre mandados de prisão em PE e no Rio de Janeiro

A PF cumpre dez mandados de prisão. Desses, nove estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro e um em Pernambuco

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 03/08/2017 às 7:18
Leitura:

Imagem

A Polícia Federal (PF) cumpre 10 mandados, na manhã desta quinta-feira (3), sendo um em Pernambuco e nove no Rio de Janeiro, em mais um desdobramento da Operação Lava Jato. A operação foi batizada de "Rio, 40 graus".

No Rio, foi preso em sua casa, na zona oeste da capital fluminense, Alexandre Pinto, ex-secretário de Obras do prefeito gestão Eduardo Paes (PMDB).

A investigação da força-tarefa do Ministério Público Federal, no Rio, mira fraudes praticadas na gestão municipal nesta nova fase da operação.

No dia 25 de julho, o Conselho Superior do Ministério Público Federal prorrogou por mais seis meses a atuação dos procuradores da Lava Jato no Rio. A medida começou a valer a partir de 9 de junho deste ano.

Os procuradores vão continuar se dedicando exclusivamente às investigações sobre corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A Lava Jato, no Rio, já havia se debruçado sobre desvios na Eletronuclear e na administração do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

Lava Jato se baseia na delação da Carioca

Os procuradores do Ministério Público Federal têm como base a delação da empreiteira Carioca Engenharia e diz respeito a corrupção, com pagamento de propina e desvio nas obras do corredor de ônibus Transcarioca, que custou R$ 2 bilhões, e da drenagem de córregos da Bacia de Jacarepaguá.

Alexandre Pinto ingressou nos quadros como diretor da Coordenadoria Geral de Conservação (CGC) EM 1987. Ele também foi presidente da Rio-Águas e subsecretário de Águas Municipais, até chegar à Secretaria de Obras, onde assumiu a secretaria no segundo semestre de 2009.

Mais Lidas