ALEITAMENTO MATERNO

Aleitamento materno é fundamental para desenvolvimento do bebê

A pediatra Ana Karina Guerra destaca a importância do aleitamento materno e fala sobre o Agosto Dourado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/08/2017 às 0:22
Leitura:

Imagem

O aleitamento materno é muito importante para o desenvolvimento da criança. Cerca de 60% dos bebês são amamentados no primeiro mês de vida, até o quarto mês, apenas 25% e por volta dos seis, só 10% contam com a amamentação de forma exclusiva. "O aleitamento materno é instintivo desde o primeiro minuto de vida, é importantíssimo que a criança seja amamentada ainda na primeira hora de vida", orienta a pediatra e neonatologista Ana Karina Guerra.

»Campanha de incentivo à doação de leite materno

De acordo com Karina é fundamental que o bebê seja amamentado de forma exclusiva até o sexto mês e, depois disso o aleitamento pode continuar de maneira complementar junto com outros alimentos. Um fator a ser considerado também é o apoio da família e amigos nos primeiros meses após a chegada do bebê, com participação ativa junto a mãe da criança. "O aleitamento materno é instintivo, mas não é fácil, exige muito da família, [...] mas exige muito mais da mulher que está amamentando", ressalta Ana Karina. Algumas mães por questões biológicas ou outros motivos acabam sem produzir leite para o filho, além disso, alguns bebês encontram-se internados em hospitais por razões diversas, em relação a saúde deles, uma alternativa para ajudar é com doações de leite materno, muitas unidades de saúde no estado têm um banco para receber doadores.

Imagem

Ouça abaixo a entrevista que a pediatra Ana Karina Guerra concedeu ao comunicador Marcelo Araújo no programa Movimento desta quinta-feira (03).

Agosto Dourado é lei

Oficializado como o Mês do Aleitamento Materno, sempre em agosto, a partir deste ano, as campanhas sobre a importância da amamentação e conscientização através de eventos e palestras; informações por parte da mídia; encontros educativos com a comunidade; ações em espaços públicos e estética dourada, se apresentam intensificadas. A aprovação do texto de autoria da deputada Dulce Miranda (PMDB-TO) ocorreu no Senado em 22 de março. O título "Agosto Dourado" foi escolhido em analogia ao valor simbólico do leite materno que é comparado ao ouro.

Questões estéticas influenciam queda no aleitamento materno

Algumas mulheres acreditam que a amamentação torna o seio flácido, mas não há comprovação científica sobre o assunto. Durante a gestação há o aumento das glândulas mamárias, fator que pode estar relacionado a flacidez ao contrário do ato de amamentar. Esse receio por parte da mulher colabora com a diminuição do aleitamento materno dos bebês ao longo dos primeiros meses de vida.

5 dicas para uma boa amamentação

I- Antes de amamentar é importante que a mãe esteja relaxada, caso contrário, a mulher pode passar o estresse para o bebê. Técnicas de respiração acompanhadas de uma música relaxante (também pode ser a sua preferida) em um ambiente agradável ajudam a aliviar as tensões do dia-a-dia.

II- A posição do bebê junto a mãe é fundamental para o sucesso na hora de amamentar. Ao pegá-lo, a mulher deve posicioná-lo junto ao corpo, de forma que a barriga fique de frente para a barriga do bebê. A cabeça dele deve ficar mais alta que os quadris e, além disso, deve-se deixá-lo à vontade para pegar firme com a boca até aréola dos seios.

III-Evite amamentar o bebê em intervalos muito grandes, para evitar o estresse dele. Observe-o para tentar estabelecer uma rotina no aleitamento materno.

IV- Preste atenção aos barulhos que o bebê faz durante o ato de mamar, sons semelhantes ao de beijo ou estalos podem significar que ele não está mamando adequadamente, tente outra posição para continuar o aleitamento.

V- Caso haja ferimento ou rachaduras no mamilo, o aleitamento materno não está sendo feito de maneira correta. Possa ser que o bebê tenha pressionado o mamilo com dificuldade de sugar o leite. Nesses casos, vale tentar outras posições e para uma boa cicatrização, deve-se evitar o uso de sutiãs ou tops que pressionem muito o seio. (com informações da revista Crescer)

Mais Lidas