POLÍTICA

Deputado do nude elogia bumbum das brasileiras: chinesa nem bunda tem

Wladimir Costa, flagrado pedindo "nude", também disse que conversa não era sexual

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/08/2017 às 9:04
Leitura:

Imagem

Flagrado pedindo nudes pelo Whatsapp durante sessão na Câmara, o deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) afirmou nesta sexta-feira (4) que "o bumbum da mulher brasileira é o mais elogiado do mundo". Ele também afirmou que a troca de mensagens com pedido de "nudes" durante a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) não era uma conversa de cunho sexual.

Ainda assim, ele não deixou de elogiar as brasileiras. "Não me digam que a oriental, da China ou Japão, tem bumbum mais bonito, com devido respeito, que a brasileira. As americanas até têm rostos bonitos, estilo Barbie, mas peito e bunda não tem nada", disse à Rádio Jornal.

Ouça a entrevista na íntegra

As fotos feitas pelo fotógrafo Lula Marques e divulgadas na última quarta-feira (2) mostram conversa do deputado com interlocutor por aplicativo de mensagens do celular. Nas fotos tiradas durante a sessão, o deputado escreve para uma mulher pedindo que lhe envie fotos íntimas. "Mostra a tua bunda, mostra, afinal não são suas profissões que a destacam como mulher", pode-se ler na imagem.

Wladimir disse que conversava com uma "profissional da imprensa" de fora de Brasília que insistia para que ele tirasse a camisa dentro do plenário e mostrasse a tatuagem feita no ombro direito com o escrito "Temer", em homenagem ao presidente. "Aquela conversa foi com uma jornalista que estava há 48 horas enchendo meu saco, querendo me induzir a mostrar o meu corpo, tirar minha camisa dentro do Plenário da Câmara. E eu disse que não precisava provar nada, minha tatuagem é original, cada um com seus amores", comentou.

O parlamentar apareceu com a tatuagem no ombro direito – uma bandeira do Brasil e o nome de Temer – desenhada no ombro direito no último sábado (29), em Salinópolis (PA), durante a entrega de caminhões de coleta de lixo.

Mais Lidas