LUTO

Luiz Melodia morre aos 66 anos no Rio de Janeiro

O cantor Luiz Melodia chegou a fazer um transplante de medula óssea e resistiu ao procedimento, mas não vinha respondendo bem à quimioterapia

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/08/2017 às 9:57
Leitura:

Imagem

Morreu na manhã desta sexta-feira (4) o cantor e compositor carioca Luiz Melodia. Aos 66 anos, o músico lutava contra um câncer derivado de um mieloma múltiplo, tipo de doença autoimune. O tratamento começou em julho do ano passado, mas em março deste ano Melodia precisou ser internado no Hospital Quinta D'Or, no Rio de Janeiro.

Melodia chegou a fazer um transplante de medula óssea e resistiu ao procedimento, mas não vinha respondendo bem à quimioterapia. A informação é do Portal G1. O câncer voltou e o estado de saúde de Melodia se agravou bastante ontem. O artista estava internado no hospital Quinta D'Or.

O último Twitter de Melodia

Homenagem de Gil

Conheça a biografia de Luiz Melodia:

Luiz Carlos dos Santos, Luiz Melodia, nasceu no morro do Estácio, Rio de Janeiro, no dia 7 de janeiro de 1951. Único filho homem de Oswaldo e Eurídice, descobriu a musica ao ver o pai tocando em casa. Apesar da precoce afinidade com a musica, Luiz acabou contrariando seu pai, que sonhava vê-lo um “doutor” formado.

Depois de abandonar o ginásio, Melodia passou a adolescência compondo e tocando sucessos da jovem guarda e bolsa nova, com o grupo ‘instantâneos” formado com amigos. Essa experiencia juntamente com a atmosfera em que vivia - do tradicional samba dos morros cariocas - , resultaram em uma mescla de influencias que renderam a Luiz Melodia um estilo unico, logo acabou por chamar atenção de um assíduo freguentador do morro do Estácio, poeta Wally Salomão e de Torguato Neto, e através de Wally, Gal Costa acabou conhecendo um de seus compositores prediletos, resultando na gravação de “Pérola negra” no disco “Gal a todo vapor” de 1972. Pouco depois era vez de “Estácio holly Estácio”, ganharam sua interpretação na voz de Maria Bethânia.

Foi nesta época que o artista assumiu então o nome de Luiz Melodia - apropriando o sobrenome artistico de seu pai Oswaldo - , e lançou no ano seguinte (1973) seu primeiro e antologico disco “Pérola negra”. Sua carreira acabou por consolidar-se no disco seguinte, “Maravilhas contemporâneas” (1976), popularizado pela canção “Mico de circo” (1978), que seria gravado em seu retorno ao rio. De lá pra cá, conquistou admiradores com muitos sucessos. Fonte: site oficial de Luiz Melodia

Mais Lidas