PRESIDENTE

Temer nega compra de votos de deputados para se livrar de denúncia

Nos últimos dois meses, a liberação de emendas parlamentares para os deputados passou de R$ 2 bilhões

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/08/2017 às 7:52
Leitura:

Imagem

Em entrevista à radio BandNewsFM nessa quinta-feira (3), o presidente Michel Temer (PMDB) rebateu as críticas da oposição, de que o governo teria comprado votos de deputados, com a liberação de emendas parlamentares, para que o peemedebista se livra-se da denúncia contra ele.

O presidente também nega que os votos dos deputados na reforma da Previdência serão influenciados pela liberação de emendas.

Temer disse que as chamadas emendas impositivas, que são aquelas que o parlamentar apresenta em seu nome ou da bancada, até certos valores, devem ser pagas.

Ouça trecho da entrevista com Temer

Nos últimos dois meses, a liberação de emendas parlamentares passou de R$ 2 bilhões.

Também na entrevista Temer voltou a defender o parlamentarismo no Brasil e se mostrou confiante na aprovação da reforma da Previdência no Congresso.

Mais Lidas