Drama

Após transplante nos EUA, jovem pernambucano perde órgão por infecção

Após campanha nas redes sociais, o jovem Weverton, de Vitória de Santo Antão, tinha conseguido ir aos EUA fazer transplante do intestino

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/08/2017 às 11:43
Leitura:

Imagem

Mais de um ano e meio após ter viajado aos Estados Unidos para realizar um transplante de intestino em Miami, nos Estados Unidos, o garoto Weverton Fagner de Medeiros, 20, apresentou um quadro de infecção e teve que retirar o órgão transplantado.

O jovem foi operado no início de 2016 e estava feliz por ter voltado à sua terra natal há dois meses. Segundo a família, a infecção, que foi constatada há duas semanas, já se alastrou para o pulmão e Weverton está em coma induzido no Hospital das Clínicas de São Paulo.

>> Jovem de Vitória de Santo Antão passa bem após realizar transplante de intestino nos EUA

>> Recuperado da doença, garoto Weverton é recebido com festa em Vitória

Em uma comunidade no Facebook criada para dar apoio ao jovem, o pai de Weverton, Ubiratan Gomes, falou sobre o estado do garoto.

Weverton é natural de Vitória de Santo Antão, na Mata Sul de Pernambuco, e ficou conhecido após uma campanha nas redes sociais onde a família do garoto pedia doações para cobrir as despesas do transplante de intestino, quando diagnosticado com Síndrome do Intestino Curto, em julho de 2015. Após grande repercussão, a União acabou custeando o tratamento.

Primo de Weverton relata situação difícil

O garoto chegou a passar por um hospital particular no Recife, mas acabou sendo transferido para São Paulo. "Começou com uma infecção e foi internado no Hospital Português, onde passou duas ou três semanas. Ele não teve melhora e foi transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde a infecção avançou para o pulmão. O intestino não estava comprometido, mas para melhorar o pulmão ele tinha que tirar o imunossupressor, que mantém a atividade do intestino. Optaram por preservar a vida dele e fazer a retirada do órgão. É complicado, temos que ver o rumo que vamos tomar", afirmou Linduarte, primo de Weverton.

Weverton é recebido com festa em Vitória

No mês de junho, quando retornou ao Brasil, Weverton foi recebido com festa em Vitória de Santo Antão pelos amigos e pela família.

ENTENDA O CASO

Depois de apresentar sintomas de apendicite no dia 16 de julho de 2015, Weverton Fagner de Medeiros Gomes chegou a ser operado, mas, dias depois, os médicos descobriram uma trombose no intestino do jovem. Devido ao problema, 90% do órgão precisou ser retirado. Para custear a cirurgia, a família do jovem, de Vitória de Santo Antão, na Zona da mata Sul do Estado, precisaria arrecadar cerca de R$ 4 milhões.

Depois de mais de quatro meses internado à espera da arrecadação de fundos Weverton viajou aos Estados Unidos para a realização da cirurgia. Ele saiu por volta das 6h40, de ambulância, do Hospital Otávio de Freitas (HOF), em Tejipió, na Zona Oeste do Recife, e embarcou com os pais às 7h30 em um voo fretado para Miami com paradas em Macapá e Curaçao.

O procedimento, orçado em R$ 4 milhões foi realizado no Jackson Memorial, hospital referência nesse tipo de operação. Como o transplante pelo qual o jovem passou não é feito no Brasil, os pais do estudante recorreram à Justiça pedindo que o governo federal arcasse com os R$ 4 milhões necessários para a realização da cirurgia.

Mais Lidas