INVESTIGAÇÃO

Homem confessa ter tentado matar jovem em Camaragibe

A vítima foi atraída pelo homem após receber uma suposta oferta de emprego em uma academia em Camaragibe; ela está internada no Hospital da Restauração

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 14/08/2017 às 14:56
Leitura:

Imagem

O suspeito de queimar e causar ferimentos no pescoço de uma jovem de 19 anos, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, foi preso pela polícia no final da manhã desta segunda-feira (14). Élvis Gonçalves, de 23 anos de idade, presta depoimento na tarde desta segunda-feira na Delegacia de Camaragibe e confessou a autoria do crime. Ele será autuado pelo crime de tentativa de homicídio.

Élvis foi localizado na casa dele, localizada também em Camaragibe, no final da manhã desta segunda-feira (14).

O delegado Wagner Domingues, responsável pelo caso, revelou detalhes sobre a ouvida. “Ele confessou que cometeu o crime (...) No momento, como ele não revelou a parte do estupro a gente só está trabalhando com a tentativa de homicídio. A partir de amanhã, provavelmente vamos ter contato com a vítima, vamos conseguir realizar alguns exames nela, por exemplo, sexológicos, para comprovar se houve ou não abuso sexual”, contou.

Os detalhes no flash de Leopoldo Monteiro:

Algumas mulheres foram à Delegacia revelar que já haviam recebido proposta de emprego em uma academia da cidade. No entanto, de vítima concreta, a polícia só tem a confirmação deste caso.

Saiba mais sobre o caso de Camaragibe

A vítima de 19 anos estava desaparecida e foi encontrada com vida na manhã desta segunda-feira (14). Ela foi localizada num matagal na Rua Marilena, no Timbi, em Camaragibe, com graves ferimentos no pescoço e queimaduras pelo corpo.

A garota está no Hospital da Restauração e passou por cirurgia e se recupera de ferimentos na região do tórax.

A jovem foi encontrada numa região de mata, nas proximidades do Terminal de Ônibus Céu Azul, em Camaragibe, depois de sair de casa no último sábado (12), para tentar uma vaga de emprego para recepcionista em uma academia na cidade.

Abordagem antes do crime

No contato com a família, a vítima explicou que entregaria a documentação para um homem, apontado como sendo Élvis. José Dilson Ferreira, cunhado da vítima, explica como foi a abordagem do contato de emprego.

O repórter Rafael Carneiro tem os detalhes do caso:

Durante este fim de semana, os familiares da jovem procuraram a Delegacia de Camaragibe para registrar boletim de ocorrência, hospitais e o IML e, desesperados, começaram a retornar as ligações feitas pelo suposto contratante. O alívio só veio com informação de que ela tem quadro de saúde estável.

Mais Lidas