EDUCAÇÃO

Alfabetização na idade certa é um desafio para ser enfrentado no País

Brasil pode se inspirar em países como Coreia do Sul e Cingapura, que saíram da baixa escolaridade e se tornaram potências mundiais na escolarização

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/08/2017 às 7:29
Leitura:

Imagem

Alfabetização, nos países desenvolvidos, é um tema que não se discute mais. E isso ainda é um problema no Brasil. Essa é a declaração do presidente do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), Marcos Magalhães. Passadas quase duas décadas do século 21, alfabetizar crianças na idade certa é um dos entraves que repercutem diretamente na continuidade e conclusão dos estudantes da educação básica.

Para melhorar, o Brasil poderia mirar em bons exemplos. Com olhos puxados em carinhas sorridentes e uniformes impecáveis, as crianças asiáticas são exemplo da obsessão da Coreia do Sul e de Cingapura pela educação. Num curto intervalo de 50 anos, os dois tigres asiáticos saíram da condição de países miseráveis e com baixa escolaridade para se transformar em potências mundiais e com posição de destaque no ranking internacional de escolarização.

» CONFIRA: Educação, Emprego e Futuro

O Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), em um trabalho integrado de suas plataformas, buscou, ao longo de dois meses, exemplos de instituições privadas que estão dispostas a fazer a diferença. Encontramos empresas que não se conformaram com o quadro sombrio do desempenho das escolas públicas do País. Arregaçaram as mangas, mudaram vidas. Ao longo desta semana, internautas, leitores, telespectadores e ouvintes poderão conhecer essas histórias no especial Educação, Emprego e Futuro e se deixar levar por um sentimento de esperança em tempos de instabilidade.

>> Educação precária cria batalhão de jovens sem esperança

Ouça mais sobre a precariedade na educação

EQUIPE

O conteúdo foi produzido de forma integrada por profissionais de todos os veículos do SJCC. Na reportagem, Cinthia Ferreira (TV Jornal), Luiza Freitas e Margarida Azevedo (JC Online/ Jornal do Commercio). Fotos, vídeos e captação de som ficaram a cargo do repórter fotográfico Guga Matos (JC Imagem). Na produção, a jornalista Vanessa Cortez. O trabalho de concepção gráfica foi assinado por Karla Tenório, que fez o trabalho de animação junto com Catarina Farias.

Mais Lidas