PROGRAMA MOVIMENTO

Projeto Anjos de Olinda dá suporte a crianças em casas de acolhimento

O projeto Anjos de Olinda apoia crianças dos 10 aos 17 anos de idade

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/08/2017 às 22:08
Leitura:

Imagem

Um beijo, um abraço, uma conversa, um gesto de atenção são atitudes fundamentais no crescimento da criança e do adolescente. E com objetivo de estabelecer laços afetivos entre crianças de lares de acolhimento e a sociedade, o projeto Anjos de Olinda trabalha com 13 crianças, de 10 a 17 anos. A ação permite que pessoas interessadas, possam conviver com meninas e meninos em períodos específicos, como nos fins de semana. E no programa Movimento desta quarta-feira (16), o comunicador Marcelo Araújo conversou com a juíza da Vara da Infância de Olinda, Laura Simões sobre a iniciativa.

Confira a entrevista:

Como funciona?

As formas de apadrinhamento são diferentes e podem ir de visitas e passeios aos finais de semana, apoio financeiro, com ajuda em investimentos em aulas de inglês, reforços e práticas esportivas. Mas, não é preciso toda a burocracia de um processo de adoção. A juíza Laura Simões esclarece que o processo é bem simples. “Muita gente confunde. É totalmente independente. Caso surja uma relação de afeto, pode acontecer de terminar em adoção, mas não tem relação com o nosso projeto”, comentou.

Serviço

Para aderir ao apadrinhamento, os interessados devem ligar para o telefone (81) 3182-2681 ou 3182-2682 ou comparecer, das 12 às 18h, ao Departamento da Equipe Interprofissional, no Fórum Lourenço José Ribeiro, na Avenida Pan Nordestina, km 04, Vila Popular, em Olinda.

Mais Lidas