CRIME

Corpos de mãe e filho que foram mortos dentro de casa em SP, são enterrados em PE

O pai da jovem disse que o suspeito do crime é o ex-namorado dela e pai da criança, que teria matado Mizaelly por não realizar o aborto do filho

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/08/2017 às 8:48
Leitura:

Imagem

Os corpos de Mizaelly Mirelly, de 22 anos, e do bebê de sete meses, Miguel Henrique, foram enterrados nesse domingo (20) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Mãe e filho foram encontrados mortos dentro de casa, na última quarta-feira (16), em Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo.

Mizaelly morava há quatro anos no sudeste e se preparava para em setembro voltar a residir com a família em Pernambuco. Ela foi achada sem vida na cama com uma fronha enrolada no pescoço e o bebê morto em uma banheira. Na casa, não havia sinais de arrobamento e as chaves do imóvel se encontravam pelo lado interno da residência, sendo necessário que a polícia arrombasse a porta para ter acesso.

O pai da jovem, José Félix, disse que o suspeito do crime é o ex-namorado dela e pai da criança, que teria matado Mizaelly por não realizar o aborto do filho. “Ele a seduziu, engravidou e depois forçou ela a abortar o bebê. Como ela não aceitou abortar, houve todo esse ocorrido", disse.

Saiba mais na reportagem de Marco Aurélio de Petrolina

A Polícia Civil de São Paulo ainda não confirmou a prisão do assassino das vítimas e disse que o caso está sob investigação.

O velório ocorreu, a partir das 20h, do sábado (19) depois da chegada dos corpos a Petrolina, e durante a madrugada, em um espaço que fica próximo à casa da família, no Núcleo 3, do Projeto de Irrigação Nilo Coelho.

O enterro aconteceu no Cemitério Caminho da Paz, que fica no Núcleo 5, do Projeto Nilo Coelho. Um cortejo seguiu pelas estradas do Nilo Coelho, acompanhado por carros e motos. Mãe e filho foram enterrados juntos.

A polícia ainda não tem um suspeito formalizado. O celular da vítima também não foi encontrado, o que dificulta a investigação.

Mais Lidas