ACIDENTE

Naufrágio de lancha com 130 pessoas deixa mortos e feridos em Salvador

A Marinha vai analisar a regularização da lancha e se operava com número de passageiros acima do permitido

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/08/2017 às 11:46
Leitura:

Imagem

Equipes de resgate permanecem na busca das vítimas do acidente marítimo que aconteceu nesta quinta-feira (24), na Baía de Todos os Santos, em Salvador. Até o momento pelo menos 22 pessoas morreram no acidente segundo o UOL. Uma lancha que transportava passageiros virou durante a travessia entre Mar Grande, na Ilha de Itaparica, e Salvador. Segundo a Central de Telecomunicações das Polícias Civil e Militar (Centel), o acidente ocorreu por volta de 8h.

Segundo o órgão, equipes da Polícia Militar, do Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros, da Capitania dos Portos e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram encaminhadas até o local para dar suporte na busca pelas vítimas. A Centel informou ainda que embarcações particulares auxiliaram nos primeiros resgates.

De acordo com o Samu, ainda não há um balanço de quantas vítimas foram resgatadas, mas algumas já foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mar Grande e o Hospital do Subúrbio, em Salvador. O Samu confirmou que cerca de 130 passageiros estavam na embarcação no momento do acidente.

Providências após o Naufrágio

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia informou que a embarcação já foi resgatada e os órgãos continuam auxiliando no resgate de vítimas.

A avaliação da lancha será feita pela Marinha. Ela analisará a regularização da embarcação e se operava com número de passageiros acima do permitido. Por conta disso, a Secretaria de Segurança Pública informou que um inquérito será aberto para que as causas do acidente sejam apuradas.

Em nota, o prefeito de Salvador, ACM Neto, e o governador da Bahia, Rui Costa, lamentaram o ocorrido. “Neste momento de profunda dor, presto minha solidariedade às vítimas e seus familiares e, ao mesmo tempo, informo que todos os órgãos da Prefeitura estão envolvidos para ajudar no atendimento social, psicológico e nos primeiros socorros às pessoas”, disse ACM Neto.

O governador Rui Costa também manifestou solidariedade às vítimas e suas famílias. “Estou acompanhando pessoalmente esta difícil operação desde cedo e todas as providências foram tomadas imediatamente, com o reforço dos nossos efetivos nas áreas da segurança e da saúde pública. Deus está conosco neste momento difícil e confiamos no empenho das equipes de resgate", declarou.

Mais Lidas