Operação da Polícia Civil desarticula quadrilha de homicidas na RMR

Entre as vítimas, quadrilha teria matado bebê de apenas um ano e dois meses em Ipojuca

HOMICÍDIOS

Rádio Jornal

Imagem

Do JC Online

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou na manhã desta quarta-feira (30) uma operação para desarticular uma quadrilha de homicidas com atuação em Jaboatão dos Guararapes e em Ipojuca, no Grande Recife. A ideia é prender seis pessoas que, entre outros casos, são suspeitos de matar um menino de apenas um ano e dois meses em fevereiro deste ano. Os presos também devem responder por porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com a Polícia Civil a operação denominada "Estirpe" investiga o envolvimento dos suspeitos em, ao menos, sete homicídios em Ipojuca. Além dos seis mandados de prisão, são outros 10 mandados de busca e apreensão nas cidades onde os agentes atuam nesta manhã.

As investigações foram iniciadas pela 14ª Delegacia de Homicídios e a operação desta manhã conta com 60 policiais entre delegados, agentes e escrivães. Os policiais são supervisionados pelo chefe da PCPE, o delegado Joselito Kehrle do Amaral, e coordenados pela Diretoria Integrada Especializada (DIRESP).

Prisão

Os presos e materiais apreendidos vão ser encaminhados para a Divisão de Homicídios da Região Metropolitana Sul, no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. O chefe da PCPE, Joselito Kehrle, deve apresentar balanço da operação ainda na manhã desta quarta-feira.

Homicídio de Bebê

Os presos na manhã desta quarta são investigados pela morte de um bebê de um ano e dois meses em Ipojuca. Davi Anderson Pereira estava na casa da família quando os suspeitos invadiram a residência em busca do padrasto do menino, Rionaldo Ferreira, que também morreu na ação. Ainda durante o tiroteio, a mãe do bebê, Milena Larissa, também foi atingida, mas sobreviveu.

Na época do crime, a TV Jornal fez uma reportagem sobre o caso. Confira:

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO