MATA NORTE

Paço Municipal das Heroínas de Tejucupapo, em Goiana, é alvo de polêmica

A Prefeitura de Goiana quer utilizar o equipamento para fins administrativos, mas o Governo do Estado quer usar o paço para fins culturais e turísticos

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/09/2017 às 16:15
Leitura:

Imagem

O Paço Municipal das Heroínas de Tejucupapo, em Goiana, na Zona da Mata Norte, teve a obra de restauração concluída há 30 dias, mas está no centro de uma polêmica e deve permanecer fechado.

A razão é que a prefeitura pretende dar ao prédio uso administrativo e o Governo do Estado avisa que o imóvel foi restaurado para ser centro cultural e de atendimento ao turista. Como explica o secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras. “Isso que foi pactuado e celebrado o contrato. Agora, o que a prefeitura municipal está querendo é utilizar o imóvel onde a prefeitura não investiu nenhum centavo. Todo o recurso foi através do Governo de Pernambuco no financiamento com o BID”,

O prefeito de Goiana, Osvaldo Rabelo Filho (PMDB), rebate a posição do governo e afirma que uma lei municipal assegura que o prédio é a sede oficial da prefeitura de Goiana.

Confira os detalhes na reportagem de Antônio Gabriel:

Justiça barra prefeitura

A juíza da 1ª vara cível da comarca de Goiana, Maria do Rosário Arruda de Oliveira, determinou a expedição de mandado proibindo representantes do município de praticar qualquer ato que ameace a posse que o estado exerce sobre o imóvel, sob pena de multa diária de R$ 20 mil.

Construção de estilo eclético, do século 19 ou início do século 20, a edificação está inserida no tombamento provisório do conjunto arquitetônico de Goiana, em tramitação no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Mais Lidas